Clube de Leitura em Voz Alta

Decidi propor aos meninos a criação de um Clube de Leitura em Voz Alta, neste ano letivo, após uma formação realizada na Escola no verão passado. Este Clube ocorre na sala de aula, todas as quintas-feiras à tarde

Estas sessões têm como objetivo desenvolver as capacidades leitoras, mas não só! Pretendo que os meninos consigam pesquisar em casa, com a ajuda dos pais, textos de autor interessantes e que do ponto de vista literário permitam uma interpretação personalizada. Procuro, ainda, cativar os “leitores em iniciação” à leitura lúdica e ao prazer do sucesso na progressão da leitura.

Os textos podem ser de qualquer tipo, desde que o tema seja respeitado: poemas, narrativas, receitas de culinária, textos informativos, letras de músicas… quanto maior a diversidade, mais rica a sessão.

No final de cada Clube de Leitura em Voz Alta, é escolhido um novo tema para que os meninos pesquisem e treinem. 

A seleção dos temas é da responsabilidade de todos os participantes, tendo em conta que, na primeira sessão, todos escreveram num papelinho os temas que queriam ver tratados no Clube. Estas sugestões foram colocadas num recipiente e todas as semanas é sorteado um novo tema para a semana seguinte.

É com um grande sentido de partilha e em ambiente protegido (sala de aula), mas também no recreio, que tentamos praticar algumas técnicas que nos tornam mais eficazes a ler em voz alta, que promovemos o desenvolvimento da capacidade crítica dos alunos relativamente aos textos e que tentamos dar a nossa voz, o nosso corpo, a nossa emoção à literatura que selecionamos para partilha. 

Cada participante (aluno ou professor) tem dois minutos para realizar a sua interpretação do texto à turma. Sim, é verdade… os adultos também participam e se submetem a todo o processo vivenciado pelas crianças. Estes dão-se como exemplo e, de certa forma, motivam as crianças a experimentarem, a explorarem, a viverem os textos.

Quanto mais treinarem e sentirem as palavras do texto que selecionaram, maior sucesso terão no dia da apresentação.

Estas sessões iniciam-se sempre com alguns exercícios de relaxamento e respiratórios em torno do aparelho fonador, visando a tomada de consciência do seu próprio corpo e voz. É um trabalho importantíssimo no sentido de, através da brincadeira, trabalhar a exposição em público e ganhar consciência das capacidades que cada um possui a nível de expressão corporal e vocal.

Exercícios de integração, de respiração, de articulação e de expressão corporal vêm reforçar a dinâmica do grupo e os laços entre as crianças.

Toda a sessão decorre com a turma em formato de círculo, de modo a que todos os participantes estejam bem visíveis e de forma a promover uma maior disponibilidade entre emissor e recetor. No fundo, estamos a viver um espetáculo entre portas, em que todos têm a oportunidade de serem ator e público.

Após todas as apresentações/interpretações, é feita uma sessão de comentários às leituras e aos textos escolhidos. Aqui os alunos submetem-se à apreciação, sempre construtiva, por parte do adulto e dos pares, trabalho importante nesta faixa etária.

Esta prática tem sido bem acolhida por todos os alunos e isso é visível no empenho e diversidade de textos trazidos todas as semanas.

David Louro

(professor do 2.º ano)