O nosso "emocionário" (5 anos)

Sem emoção não somos seres humanos.
Para aprender é preciso amar, é preciso paixão e entrega.
É na troca social com os pares que nos formamos como pessoas. É das brigas, dos atritos, das birras que nascem as consciências e estas são essenciais para a vida em sociedade. É na resolução não violenta de conflitos que todos crescemos - uma aprendizagem nem sempre fácil.
A liberdade anda de mãos dadas com a tolerância e o perdão.
É tão difícil... mas nós estamos a aprender!

Partimos da história do “Monstro das Cores” e temos feito algumas atividades para explorar este tema.
Neste “emocionário” indicamos algumas emoções e dissemos o que as provocam, como nos sentimos e o que fazemos para as ultrapassar.
No cantinho está a nossa cara das emoções para as representarmos no outro.
Construímos também um “Pote da Calma” e fizemos uma saída maravilhosa: meditação, ioga e mandalas em plena natureza, com uma caminhada em silêncio, para ouvirmos o nosso “EU” interior, pelo Monsanto.

Já estamos a ver resultados na forma de resolver conflitos dos nossos meninos!

coração

 

 livro

 

Foi um êxito!!

Foi um êxito a nossa exposição sobre o 25 de abril. Todos os grupo contribuiram, cada um à sua maneira. Uns desenharam cravos, outros pesquisaram os costumes dessa época, outros fizeram mesmo cravos de papel, outros ainda foram estudar a Declaração Universal dos Direitos Humanos e ainda houve quem desenhasse e pintasse seres humanos a manifestarem-se de cravos na mão. E as gaivotas? Não ficaram lindas penduradas na sala da mesa azul?
Este é um registo para memória futura. Não é para isso que servem os registos? Não é também para isso que se aprende a ler e a escrever?

 

20190503 100615 20190503 100624
20190503 100643 20190503 100650
20190503 100702 20190503 100707
20190503 100717 20190503 100737
20190503 100744 20190503 100840

 

 

Viagem de Final de Ano (3.º ano)

O grupo do 3.º ano foi fazer a sua viagem de final de ano a Azeitão, a terra da professora Leonor. Foram às caves do José Maria da Fonseca, à Quinta da Bacalhoa, às tortas de Azeitão, ao Portinho da Arrábida e ao Museu Oceanográfico e ainda à gruta de Santa Margarida. Foi um viagem inesquecível.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Candeeiro Caves Moscatel
Museu Oceanográfico Gruta Museu Oceanográfico1
Museu Oceanográfico2 Palácio Projeção
Visita recolha